Entendendo o SharePoint 2010

O SharePoint é um produto muito poderoso que oferece solução para diversas necessidades de negócio. Mas algo que vejo muito no mercado é a falta de entendimento sobre alguns desses recursos, essa que muitas vezes acaba gerando impacto negativo na entrega de projetos e soluções com arquitetura inadequada.

Esta série de post fala sobre alguns assuntos que vi serem mais impactantes no dia a dia de projetos SharePoint. Espero dar a minha opinião sobre o assunto e poder esclarecer algum desses pontos.

Seguem os temas:

Sugestões de temas são bem-vindas!

Anúncios

Entendendo o Desenvolvimento para Office 365

Quando o SharePoint Online 2010, que faz parte do Office 365, foi lançado e seus recursos apresentados, o primeiro comentário que eu fiz foi: “O SharePoint Online é muito limitado para desenvolvimento, possui o recurso de sandbox solution mas não consigo fazer nada com ele”.

Após uma análise mais profunda eu entendi (ou acho que entendi) qual era o modelo de desenvolvimento para o Office 365. Neste post vou falar as minhas percepções sobre customização com código do SharePoint Online.

Este post faz parte de uma série de posts sobre entendimento do SharePoint 2010, acesse o post principal para ver os outros assuntos: Entendendo o SharePoint 2010

Continue lendo »

Diferença entre coleção de sites e sites

Overview

É muito comum pessoas que trabalham com SharePoint e estão iniciando e estudando o produto terem dúvidas do que é uma coleção de sites (site collection) e um site e quando usar cada um deles.

Neste post vou tentar esclarecer alguns pontos sobre o assunto e quem sabe com base nisso tirar um pouco da dúvida.

Continue lendo »

Como Fazer uma Pergunta

A alguns dias atrás achei um KB da Microsoft que pareceu um pouco fora do comum para mim. É um assunto muito importante, sem dúvidas, mas achei estranho ter um KB para isso.

O KB explica como fazer perguntas em fóruns ou grupos de notícias de uma forma a agilizar o processo de resposta do mesmo. O assunto é realmente muito relevante, ele possui boa dicas.

Segue o link: Como fazer uma pergunta.

Configuração do alias para o SharePoint 2010 conectar ao SQL Server

Todo processo de instalação do SharePoint 2010 é necessário acesso ao um servidor de SQL Server para o armazenamento de dados, até aí tudo bem, normal. Mas informar o nome do servidor/instância no wizard de configuração do SharePoint será que é a melhor ideia? Como vamos mudar as bases de dados depois da farm configurada? Se o servidor de banco de dados der problema, como restaurar o backup em outro servidor e indicar ao SharePoint esse novo endereço? A resposta mais simples para as perguntas acima é a utilização de aliases no SQL Server Native Client.

Para fazer essa configuração é necessário ter o SQL Server Configuration Manager instalado no servidor do SharePoint. O alias pode ser utilizado para farms novas ou farms existentes. Com essa configuração em todos os lugares do SharePoint em que o banco for informado, o alias será informado ao invés do nome do servidor.

As imagens 01, 02 e 03 mostram como criar o alias no SQL Server Configuration Manager e a imagem 04 mostra como utilizar o alias no SharePoint.

Imagem 01: Abrindo o SQL Server Configuration Manager

Imagem 02: Criando um novo alias

Imagem 03: Configuração do novo alias, onde o Alias Name é o nome do alias e Server é o nome do servidor do SQL Server, se tiver instância nomeada, usar o nome_servidor/nome_instância

Imagem 04: Configuração da farm do SharePoint

Utilização de contas de serviço no SharePoint 2010

Neste post vou falar um pouco sobre boas práticas de utilização de conta de serviço para instalação e configuração de uma farm de SharePoint (2007 ou 2010), o conteúdo abaixo é apenas uma referência, pessoas, empresa e projetos tem necessidades diferentes. Quero apenas informar o mínimo recomendado. 

Para quem deseja se aprofundar um pouco mais no assunto, acabei de ver no Twitter um post muito interessante: Service Accounts and Managed Service Accounts in SharePoint 2010 

Abaixo a lista de serviços e sugestão de nome para o usuário, explicando o objetivo de cada um deles.

SQL Server: svc_sql

Conta utilizada para rodar o SQL Server, contas como Sistema, Serviço de Rede ou Serviço Local poderiam ser utilizadas, mas é uma boa prática executar o serviço utilizando uma conta de domínio. Se o servidor de SQL Server estiver em um servidor diferente do SharePoint, uma conta de domínio será obrigatória.

Setup do SharePoint: sp_admin

  • Adminstrador local de todas as máquinas da farm
  • SQL Server login com securityadmin e dbcreator

Conta que será utilizada para a instalação e configuração do SharePoint. Durante o processo de instalação, o SharePoint cria as bases de dados e logins no SQL Server e cria grupos no próprio servidor. A instalação e configuração do SharePoint usarão esse usuário para executar essas ações. Esse é o único usuário que precisa ser setado manualmente no SQL Server. O usuário que executará a instalação e configuração deverá logar nos servidores com esse usuário.

Conta farm: sp_farm

  • Permissão automática
  • Administrador local em todos os servidores de SharePoint da farm

Durante o processo de instalação e configuração o usuário de setup sp_admin configura essa conta como sendo a conta de farm do SharePoint, a qual é conta de serviço que representa a farm. A sp_farm é usada pelo SharePoint para configurar e gerenciar a farm. É a identidade utilizada pela Administração Central (application pool) e a identidade do serviço de timer. É fundamental que a conta sp_farm seja adicionada ao grupo de administradores local. O wizard de configuração do SharePoint fornece automaticamente as permissões necessárias para essa conta.

Aplicatico web e service application pools: sp_service

  • Permissão depende do service application

Cada aplicativo web é executado por uma pool de aplicativos no IIS. A identidade da pool é uma conta de usuário de domínio com permissão para acessar o conteúdo do banco de dados no SQL Server.

Service application, como a busca e Office Web Apps, também são aplicativos web. Dessa forma também utilizam pools de aplicativos que utilizam usuários de domínio.

As permissões dessas contas de pool de aplicativo são configuradas automaticamente ao configurar cada aplicativo web ou service application no SharePoint. Ao criar um aplicativo web na Administração Central ou via Power Shell, informar sempre esse usuário, assim como ao configurar as service applications.

Este item é o que mais pode variar em ambientes maiores ou mais complexos. Usuários para cada aplicativo web ou service application podem ser criados com nome personalizado. Por exemplo: sp_visio, sp_excel, sp_meusites para executar os serviços de Visio Services, Excel Services e Meus Sites respectivamente.

Crawler: sp_crawl

  • Permissão de leitura em todo o conteúdo indexado

A conta que irá executar a indexação do conteúdo. Conta que possui permissão de leitura em todo o conteúdo do SharePoint automaticamente. Para a indexação de outras fontes de conteúdo, como um diretório na rede, é necessário concecer acesso manualmente.