O Espetacular SharePoint Designer 2010

O SharePoint Designer é uma ferramenta fantástica que ajuda muito os administradores do site SharePoint a fazer coisas de forma mais simples do que se fizessem pelo navegador, além de funções exclusivas.

Neste post vou falar um pouco mais sobre o SharePoint Designer 2010 e tentar lhes mostrar como você pode ganhar tempo utilizando-o. Vou mostrar apenas uma visão geral com o objetivo de incentivar o uso e a curiosidade em conhecê-lo melhor.

O SharePoint Designer 2013 já está disponível, mas o foco aqui é incentivar o uso do SharePoint Designer, independente da versão. Num próximo post falo do Designer 2013.

O SharePoint Designer pode ser instalado em qualquer computador que tenha acesso ao site, não precisando ser no servidor do SharePoint. O que facilita muito o seu uso e a vida de quem for usar. A primeira coisa a ser feita ao iniciar o uso do Designer é abrir um site SharePoint, após isso uma tela parecida com a imagem 01 será exibida, onde você poderá ver as informações principais como:

  • Faixa de opções (ribbon): ações rápidas como a criação de páginas, listas, bibliotecas de documentos, workflows, exclusão do site, adicionar grupos de usuários, lixeira, entre outros. São as funções mais comuns no SharePoint;
  • Menu lateral: exibe os principais conteúdos e estruturas para serem utilizadas, criadas ou configuradas, vou mostrar mais detalhes no decorrer deste post;
  • Conteúdo: exibe as principais informações do site como título, descrição, versão do SharePoint, níveis de permissões, etc.

SharePointDesigner-01

Imagem 01: Site aberto no SharePoint Designer

 

Ao selecionar listas e bibliotecas no menu lateral, todas as listas e bibliotecas serão exibidas no conteúdo, conforme a imagem 02. Repare que a faixa de opções (ribbon) também foi alterada e exibe as principais funções como criar listas customizadas, listas, bibliotecas de documentos, listas externas, listas a partir de planilhas, configurações das listas (da lista selecionada), edição de colunas, exclusão, renomear, entre outras.

SharePointDesigner-02

Imagem 02: Acessando as listas e bibliotecas

 

Ao selecionar fluxos de trabalho(Workflows), todos os fluxos existentes são exibidos no conteúdo e na ribbon as opção para criar fluxos de trabalho estão disponíveis. No navegador não existe possibilidade de criar fluxos de trabalho, a não ser que você utilize algum produtos de terceiros. Por isso esta opção é bem importante, é a principal forma de criar fluxos de trabalho no SharePoint. Veja a tela na imagem 03.

SharePointDesigner-03

Imagem 03: Acessando os fluxos de trabalhos

 

Ao selecionar a opção de tipos de conteúdos (Content Types), temos a opção de visualizar todos os tipos de conteúdo do site, criar novos e outras funções, conforme a imagem 04.

SharePointDesigner-04

Imagem 04: Acessando os tipos de conteúdo

 

A opção tipos de conteúdos externos (External Content Types) trata dos tipos de conteúdo que são mapeados com fontes externas de dados, como uma tabela do SQL Server, por exemplo. Esta opção está disponível por causa do recurso de Business Connectivity Services (BCS) do SharePoint. Aqui está um outro recurso que é criado e configurado essencialmente através do SharePoint Designer. Veja a imagem 05.

SharePointDesigner-05

Imagem 05: Acessando os tipos de conteúdo externos

 

Ao selecionar grupos do site (Site Groups), todos os grupos de usuários do site serão exibidos. É possível ver e editar os existentes, criar grupos novos, adicionar usuários aos grupos, entre outras funções. Veja a imagem 06.

SharePointDesigner-06

Imagem 06: Acessando os grupos do site

 

Por fim, a opção todos os arquivos, que exibe todos os arquivos do site SharePoint. Alguns deles ficam diretamente sob a estrutura do SharePoint e não sob listas ou bibliotecas, como as pastas _catalogs, que armazena as master pages, soluções, temas, etc. É aqui onde podemos editar a master page. Ao clicar sobre uma biblioteca, vamos ver os arquivos contidos nelas e os formulários que elas possuem como AllItems (página que existe todos os arquivos da biblioteca), DispForm (formulário de exibição de um item), EditForm (formulário de edição de um item), etc. É aqui onde diversos arquivos podem ser acessados e alterados. É interessante dar uma olhada neste conteúdo.

SharePointDesigner-07

Imagem 07: Acessando os arquivos do site

 

Além dos itens que citei, ficaram alguns de fora. Pulei eles de propósito para não prolongar demais o post. Mas seguem o mesmo princípio e são fáceis de entender.

Espero que tenha ficado claro que a utilização do SharePoint Designer vai lhe ajudar bastante. Desafio você a se esforçar a utilizar o Designer por 1 semana e depois conseguir deixar de utilizá-lo. Smiley piscando

Anúncios

3 Respostas to “O Espetacular SharePoint Designer 2010”

  1. Danilo Toscano Says:

    E para o conhecimento dos colegas, o Sharepoint Designer é uma ferramenta gratuita que pode e deve ser baixada no link abaixo e também vem a ser o substituto do antigo Front Page, tanto utilizado para criação, edição de webs.

    http://www.microsoft.com/pt-br/download/details.aspx?id=24309 (64bits)

    [ ]s

  2. [Pergunta] Quero Aprender Mais Sobre o SharePoint Designer « Fabian André Gehrke Says:

    […] Twitter Facebook RSS ← O Espetacular SharePoint Designer 2010 […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: